Quem pode, pode. Quem não pode…tá fudido!

Antes de mais nada leiam essa noticia

Tarso: PF refaz todo o inquérito da Satiagraha fonte: terra

Tarso considera “normal” indiciamento de Protógenes fonte: uol

Não consegui ler isso e não me indignar, não queria transformar esse blog (inicialmente concebido pra ser algo de humor) em um blog político, mas então eu paro e penso ‘porra quando criamos essa porcaria eu não fiz um post falando que ele (blog) não tinha um objetivo, que ele era ‘zero de finalidade’?’

Então haja vista está falta de finalidade desta fossa, despejo aqui o meu ‘xurume’ (já falei o correto é ‘chorume’)

Como pode um país querer ser levado a sério se a PF faz um ótimo trabalho e na hora do ‘vamo vê’ a justiça mandar soltar o cara?

Volto novamente ao debate sobre pena de morte, porra será que pena de morte é a solução? ‘Esses caras’ nunca seriam punidos, já não são nem com uma pena normal, de prisão, quem dirá com pena de morte! Mas vou além, será que não bastaria a certeza da punição pra acabar com a palhaçada desses larápios? Não bastaria uma justiça séria e implacável?

Bom mas sem desviar do tema, eu fiquei sabendo disso no ótimo blog do Tico Santa Cruz e realmente não pude deixar de me indignar, penso que sim, se Protógenes errou ele tem que ser punido, SE ele comprometeu a investigação com seus erros as provas devem ser refeitas, mas primeiro deve-se apurar se isso realmente ocorreu e não refazer tudo para depois chegar lá no fim e perceber que não, Protógenes não cometeu nenhum erro! PORRA!!!

Existe algo no direito chamado “Fruto Da Árvore Envenenada”, resumindo essa tese: provas oriundas de uma prova ilícita são todas ilícitas. Então é necessário saber se as provas oriundas de uma SUPOSTA ilicitude da conduta de Protógenes envenenam as outras ou não, afinal e se as outras provas foram obtidas de maneira independente ou por qualquer outro meio que não a SUPOSTA ilicitude do delegado. Nessa última hipótese as provas são lícitas mesmo com a conduta SUPOSTAMENTE ilícita do delegado.

Então caralho porque não averigua isso primeiro antes de lançar uma dúvida, ou seria uma nuvem de fumaça, na investigação? Porque refazer tudo se não se sabe se algo foi realmente afetado? Porque investigar/indiciar Protógenes agora e não investigar apenas para ver se as provas foram contaminadas ou não e aguardar o julgamento de Dantas para então se investigar melhor o delegado? Porque lançar dúvidas no nome de quem investiga algo dessa magnitude? Seria para municiar mais a defesa (se é que existia defesa antes disso) de Dantas?

Honestamente não tenho UMA resposta coerente para nenhuma das perguntas (salvo a última que foi retórica) que fiz além da óbvia, ISSO É BRASIL! Como diria o Tim Maia: “O Brasil é o único Pais em que além de puta gozar, cafetão sentir ciúmes e traficante ser viciado, o pobre é de direita”.

3 Respostas to “Quem pode, pode. Quem não pode…tá fudido!”

  1. meu deus…. fruto da árvore envenenada ? que direito é esse ? tá mais pra torto😀 não acho que, por uma prova não ser verdadeira, as que se originam dela também não sejam…. maaaaaaaaaaaaaas, brasil sil-sil-sil
    e sobre o caso satiagraha, confesso que não estou acompanhando muito, mas o daniel dantas tem q se fud*r huaauhahuhau😉

  2. Lucas_Gandalf Says:

    caraca black não é a prova ser verdadeira ou não…é a prova ter sido obtida legalmente ou não…
    já parou pra pensar no outro lado do q vc escreveu???
    imagina eu conseguir q vc confesse mediante tortura…vc acha q qualquer prova q eu conseguir dai tem q ser válida?
    então pra q diabos eu vou respeitar a lei…eu vou conseguir a prova de qq jeito e foda-se! vou invadir casa, botar escuta, torturar…ai claro…se o cara for inocente paciência eu já torturei ele mesmo…peço desculpa e fica por isso mesmo…se vc admite uma prova ilícita vc incentiva a policia a obter a prova dessa forma e acaba com toda e qualquer liberdade individual e muitas vezes até com a integridade física do investigado

    prova ilícita é ilícita e as q tiveram origem dela tb…

    agora SE as provas q tiveram origem dela pudessem ser obtidas de outra forma ai não tem o q se discutir…ou seja as provas que vieram depois SÓ se conseguiram graças a primeira prova ilícita? então elas são ilícitas tb…caso contrário não são!

    contudo nem é o caso aqui…o caso aqui é discutir se eram ou não ilícitas e pq não julgar isso antes de refazer tudo?
    MAS e se for uma prova ilícita examinar se ela contamina as outras ou não
    o q eu duvido mto já q 2 anos de investigação mta coisa não ia precisar ser refeita…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: